Peixes: Algumas noções de morfologia, anatomia e classificação

0
678

Forma do corpo

Na generalidade, a configuração do corpo dos peixes aproxima-se da fusiforme, que é a forma ideal para deslocação no meio aquático.

No entanto, a adaptação das diferentes espécies ao respetivo habitat natural, provocou inúmeras variações deste tipo de forma ideal: por exemplo, o escalares e os discos, peixes que habitam cursos de água lentos, no meio de grande quantidade de ramos de árvores submersos, apresentam o corpo comprimido lateralmente e circular, o que lhe permite manobrar rapidamente no meio destes obstáculos.

Os peixes que vivem junto ao fundo e que se alimentam de vermes e de detritos orgânicos têm geralmente o corpo estreito e alongado, de maneira a poderem procurar alimento em locais inacessíveis a outras espécies.

As barbatanas

Dividem-se em pares e ímpares. As barbatanas pares são as peitorais e as ventrais. As ímpares são a dorsal, a anal e a caudal. Algumas espécies apresentam uma pequena barbatana sem raios entre a dorsal e a caudal, a que se chama barbatana adiposa.

Coloração

A cor dos peixes é devida à presença sob as escamas de umas células de forma estrelada chamadas cromatóforo. Estas células de paredes extremamente elásticas apresentam coloração variável consoante o pigmento que possuem. As cores básicas são o vermelho, o laranja, o amarelo e o preto. A cor pode variar com a disposição do peixe, com a hora do dia e até com a fase da vida.

Alguns artigos com mais informações sobre os peixes:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here