Quinta-feira , 19 de Outubro de 2017
Home / Economia / 5 Produtos financeiros para gerir as finanças na Universidade

5 Produtos financeiros para gerir as finanças na Universidade

Entre propinas, alojamento e alimentação, a entrada na universidade implica encargos financeiros exigentes. Por isso, é importante que os estudantes conheçam diferentes formas de gerir as finanças pessoais. Recorrer a apps e a outro tipo de produtos financeiros pode fazer toda a diferença no orçamento mensal.

Cartões de débito

Na categoria de cartões de débito, quem vai estudar na Universidade tem muitas opções de escolha. Desde a oferta das anuidades dos cartões, aos pacotes dos seguros integrados, passando pela integração de outros cartões como o Cartão Jovem ou o Cartão ISIC, as vantagens são muitas.

É frequente bancos como a CGD, o BPI, ou o Santander Totta fazerem acordos com as faculdades, tornando possível aos alunos obterem vantagens exclusivas através destes acordos no caso de estes abrirem conta.

Cartões de crédito

Para certificar-se de que escolhe o cartão de crédito certo, um estudante deve optar pela TAEG mais baixa, deve considerar as comissões de manutenção e, por último, as ofertas associadas.

As vantagens deste tipo de cartões são infindáveis. Para quem faz compras com muita regularidade, pode fazer sentido escolher um cartão com um cashback (que devolve uma percentagem do valor das compras). Mas, por exemplo, para quem não passa sem viajar, um cartão com milhas aéreas é o mais indicado.

Apps de pagamento digital

Os pagamentos digitais chegaram para ficar e, com estes, mais uma decisão para ser tomada. Alguns bancos já disponibilizam estas aplicações, mas existem mais ofertas no mercado.

Tanto a SEQR como a LusoPay são duas apps de pagamento 100% digitais. Com estas é possível fazer pagamentos de bens e serviços com recurso ao smartphone, desde que o comerciante esteja preparado para tal.

No caso da SEQR é oferecido ao utilizador um cashback de 3% em todas as compras, um valor que se pode considerar competitivo, especialmente tratando-se de algo que só costuma estar presente em cartões de crédito.

Já com a app LusoPay, os pagamentos também são totalmente grátis, assim com as transferências entre contas LusoPay. As transferências para contas externas a este sistema apresentam um custo de 0,20 euros mais IVA, sendo sensivelmente metade do que, por exemplo, a Caixa Geral de Depósitos cobra.

Os grandes benefícios destas apps prendem-se com a segurança da transação e também com os custos reduzidos de utilização, para além de ser bastante prático sair de casa apenas com o smartphone sem levar os cartões todos atrás.

Apps de gestão de finanças pessoais

Para além das apps para pagamentos, existe outra categoria de aplicações que são essenciais para quem vai estudar na Universidade: as de gestão de finanças pessoais.

Nestas aplicações é possível registar todos as transferências que recebemos, compras e outros gastos, para se ter uma visão global da nossa posição financeira. É possível ainda definir quanto se quer poupar por mês e a aplicação vai descontando os nossos gastos, emitindo um aviso quando as despesas estão em risco de pôr em causa a nossa poupança (algo muito útil para orçamentos apertados como são os de quem vai estudar na Universidade).

Não faltam aplicações destas no mercado, sendo o Wally e a Toshl Finance dois exemplos. Esta última tem inclusivamente uma versão em português. Tanto uma como a outra estão disponíveis para iOS e Android e trabalham com euros.

Crédito pessoal

Para quando é preciso adquirir algo mais dispendioso se houver poupanças suficientes, o crédito pessoal pode ser o produto indicado para estudantes. Se, claro está, for usado com a devida sensatez.

Para efetuar a compra de computadores portáteis, tablets de gama alta ou até mesmo uma mota usada para deslocações diárias de forma mais rápida, esta será a melhor opção, uma vez que é um produto flexível nos prazos e nas amortizações (que geralmente não estão sujeitas a nenhuma comissão).

Este produto irá requerer, na maioria das vezes, colocar os pais como fiadores, caso o estudante não seja ainda trabalhador.

Ainda assim, para situações em que está em vista o gasto de valores mais avultados, é muito importante comparar todas as ofertas de crédito pessoal e tentar negociar as melhores condições possíveis, especialmente neste momento em que as taxas de juro se encontram altamente competitivas.

Crédito formação

Existe também a alternativa de solicitar crédito formação que pode ajudar a financiar um curso superior. Neste caso, os estudantes podem beneficiar de diversas vantagens, como taxas mais reduzidas e período de carência no qual se pagam apenas as taxas.

Consoante as ofertas das instituições financeiras, pode não ser sequer cobrado qualquer valor durante o período de carência. É que muitas ofertas de crédito formação oferecem aos clientes a possibilidade de começar a reembolsar o crédito apenas após a conclusão do curso.

0

Check Also

Moedas do canada

O Dólar Canadiano é à moeda do Canada

O dólar canadiano é a moeda oficial do Canadá desde 1858. É a sétima moeda …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *