Otimização de vídeos: 5 dicas de SEO do Google

Danielle Marshak, Product manager no Google, dá 5 dicas para melhorar o SEO dos seus vídeos no motor de pesquisa.

1. Verifique que os seus vídeos estão disponíveis ao público

A primeira dica que é bastante lógica mas muito importante: os seus vídeos devem estar disponíveis ao público para que o Google os possa ter em conta.

Para isso, certifique-se de que cada um dos seus vídeos tem uma página web com um URL acessível pelo motor de busca.

O vídeo deve ser facilmente visível na página e estar disponível para os visitantes sem ter de realizar acções complicadas.

2. Fornecer dados estruturados

Para compreender que tópicos os seus vídeos cobrem, o Google precisa de dados estruturados.

Para o ajudar, é possível recorrer à marcação VideoObject disponível através do site schema.org.

Com esta marcação, pode adicionar informações como o título do vídeo, descrição, duração, miniatura e URL.

O fornecimento de dados estruturados também permite características adicionais, tais como o aparecimento do badge Live e momentos chave no vídeo.

3. Fornecer miniaturas de boa qualidade

Para cada vídeo que publicar, é importante fornecer thumbnails com um URL legível pelo motor de busca.

Certifique-se de que a sua ligação não está bloqueada por ficheiros robots.txt, caso contrário, o seu conteúdo não poderá ser indexado.

5 dicas para melhorar o SEO dos seus vídeos YouTube no motor de busca Google

4. Adicionar um sitemap vídeo

A fim de referenciar um vídeo, o Google também se apoia em mapas de sítios de vídeo que incluem etiquetas de metadados e que permitem compreender melhor do que trata o seu vídeo.

5. Disponibilizar os ficheiros de conteúdo de vídeo

Ao tornar os ficheiros áudio e vídeo do seu conteúdo acessível, o motor de busca estará mais apto a compreendê-lo.

Mais importante ainda, isto permitir-lhe-á beneficiar de várias vantagens:

  • beneficiar da pré-visualização do vídeo, que mostra alguns segundos do seu vídeo como uma miniatura,
  • fazer aparecer o seu vídeo em consultas mais relevantes,
  • desbloquear a funcionalidade de navegação dos momentos-chave.

Deixe um comentário